Sexta, 20 de Maio de 2022
21°

Poucas nuvens

Patos - PB

Esportes FUTEBOL

Fifa vai investigar denúncia que pode levar Chile à Copa no lugar do Equador

Chilenos acusam equatorianos de escalar nas Eliminatórias um jogador nascido na Colômbia

11/05/2022 às 14h46
Por: Redação
Compartilhe:
Vidal ergue demais o pé em disputa com Félix Torres e é expulso em Chile x Equador — Foto: Marcelo Hernández/EFE
Vidal ergue demais o pé em disputa com Félix Torres e é expulso em Chile x Equador — Foto: Marcelo Hernández/EFE

A Fifa anunciou nesta quarta-feira que abriu uma investigação para apurar uma denúncia apresentada pela associação de futebol Chile (ANFP) contra a Federação Equatoriana de Futebol.

Segundo a denúncia, os chilenos sustentam que o jogador Byron Castillo nasceu na Colômbia e atuou irregularmente em oito jogos das Eliminatórias Sul-Americanas para Copa do Mundo do Catar.

A ANFP também pede que o Equador perca os pontos das partidas em que o jogador foi utilizado, e que seus rivais ganhem três pontos. Isso alteraria a classificação final das Eliminatórias e daria uma vaga na Copa ao Chile.

Quando o Chile anunciou que havia feito a denúncia, a Federação Equatoriana de Futebol respondeu que toda a documentação de Byron Castillo estava em ordem e que não havia motivo para punição.

Continua depois da publicidade

 

A investigação ficará a cargo do Comitê de Disciplina da Fifa. Qualquer decisão poderá ser contestada no Comitê de Apelações da própria Fifa. Depois, ainda caberá recurso ao Tribunal Arbitral do Esporte.

– Abriu-se uma investigação porque, preliminarmente e sem avançar no mérito, a Fifa entendeu que existem indícios de uma possível adulteração e agora vai se aprofundar no mérito, ouvindo a posição do jogador e da federação equatoriana. Desde o começo venho dizendo que estamos convictos de que o jogador nasceu na Colômbia e falsificou a certidão de nascimento no Equador, e mostramos isso com documentos à FIFA. Agora chegou a vez do atleta e da FEF se explicarem – declarou o advogado brasileiro Eduardo Carlezzo, que representa o Chile neste caso.

Por Ge

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias