Sexta, 20 de Maio de 2022
21°

Poucas nuvens

Patos - PB

Internacional INTERNACIONAL

Madison Cawthorn, deputado conservador dos EUA, tem vídeo íntimo vazado ao lado de outro homem

Ele descreveu a situação como 'chantagem' e 'um novo golpe'.

06/05/2022 às 16h01
Por: Redação
Compartilhe:
Deputado americano, Madison Cawthorn, em evento oficial no dia 1 de março de 2022 — Foto: Saul Loeb/Pool via REUTERS
Deputado americano, Madison Cawthorn, em evento oficial no dia 1 de março de 2022 — Foto: Saul Loeb/Pool via REUTERS

Um vídeo de 28 segundos mostrando um jovem nu junto de outro homem na cama em meio a gritos e risos foi divulgado na internet durante esta semana. No vazamento foi dito que ele pertencia ao deputado Madison Cawthorn. O americano, abertamente contra os direitos LGBT, não negou a autenticidade do vídeo.

O novato político de 26 anos classificou nesta quinta-feira (5) o lançamento do vídeo como um "golpe" e "chantagem" contra ele e disse que o mostrava brincando com um amigo anos atrás.

Continua depois da publicidade

 

"Um novo golpe contra mim acabou de cair. Anos atrás, neste vídeo, eu estava sendo grosseiro com um amigo, tentando ser engraçado. Estávamos agindo como tolos e brincando. É isso", twittou Cawthorn.

"A chantagem não vai ganhar. Nós vamos", completou o deputado.

Reação Interna

Deputado americano, Madison Cawthorn, durante evento em 9 de abril de 2022 — Foto: Erin Siegal McIntyre/REUTERS

 

O fator se uniu a outros episódios de Cawthorn e levou republicanos poderosos, como Kevin McCarthy, o principal republicano na Câmara dos Deputados, a romper vínculos com ele.

Um dos escândalos foi uma alegação de que Cawthorn teria sido convidado para uma orgia sexual movida a cocaína em Washington por líderes que ele respeitava. Em outras ocasiões, o deputado tentou levar uma arma para um avião duas vezes e chamou o presidente ucraniano Volodymyr Zelensky de "bandido" durante a invasão russa.

"Não é uma coisa qualquer. É a totalidade", disse à Reuters o senador norte-americano da Carolina do Norte Tom Tillis, que está trabalhando ativamente contra Cawthorn.

Continua depois da publicidade

Tillis acrescentou: "Eu só quero a melhor representação, melhores resultados para as pessoas no distrito". Tillis descreveu o vídeo como "absurdo embaraçoso".

Ex-presidente americano, Donald Trump, falando com fundo preto — Foto: REUTERS/Go Nakamura

 

Cawthorn foi apoiado por Donald Trump em 2020 a caminho do Congresso. Como o membro mais jovem do Congresso, ele adotou o estilo agressivo do ex-presidente e conquistou seu endosso à reeleição em 2022.

Mas uma pesquisa realizada para o Fundo Eleitoral Republicano GOPAC mostrou que a liderança de Cawthorn entre os prováveis ​​eleitores nas primárias caiu para 38% no final de abril, de 49% em março. A pesquisa tem uma margem de erro de 4,9%.

O American Muckrakers PAC, dedicado à oposição a Cawthorn, divulgou o vídeo esta semana no site FireMadison.com. Além dos dois indivíduos na cama, a cena incluiu a cadeira de rodas, que Cawthorn usa, nas proximidades.

Jim Davis, ex-senador estadual republicano que concorreu contra Cawthorn em 2020 e acabou votando nele no segundo turno, disse: “Muitos republicanos acham que ele é uma vergonha, dadas as coisas que ele está dizendo e as coisas que ele fez. . E eu sou um deles."

Por g1

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias